Public Release: 

As ondas de calor relacionadas à menopausa podem durar mais do que você imagina

Mayo Clinic

7 de junho de 2018

As ondas de calor relacionadas à menopausa podem durar mais do que você imagina

SCOTTSDALE, Ariz - Os sintomas da Menopausa não são mais apenas para a meia-idade, de acordo com um novo estudo da Mayo Clinic publicado no Journal of the North American Menopause Society. Os pesquisadores coletaram dados de quase 5000 mulheres.

Quando perguntadas se elas experienciaram sintomas comumente associados à menopausa, como ondas de calor e sudorese noturna, uma porcentagem significativa relatou que sim em seus 60, 70 e 80 anos.

"O número de mulheres no estudo que relatou e procurou ajuda para lidar com os sintomas traz à luz o que pode ser uma necessidade médica não atendida para mulheres acima dos 60 anos", disse o coautor do estudo Paru David, M.D., especialista em menopausa com o Centro de Saúde da Mulher na Mayo Clinic, no Arizona. "Com maior conscientização, os médicos podem identificar estes sintomas angustiantes e avaliar as opções de tratamento junto com as mulheres, o que pode levar a uma melhor qualidade de vida."

As mulheres com mais de 60 anos que relataram sintomas vasomotores moderados a severos, como ondas de calor e sudorese noturna, eram mais propensas a estarem casadas ou em um relacionamento estável, e menos propensas a relatarem suas condições de saúde como excelentes. Aquelas que experienciaram uma menopausa cirúrgica ou induzida eram mais propensas a relatar sintomas vasomotores além dos 60.

A cafeína parece aumentar a probabilidade de sintomas vasomotores em mulheres acima dos 70. O estudo também descobriu que mulheres fazendo tratamento hormonal eram menos propensas a relatar ondas de calor moderadas a severas e sudorese noturna. Os pesquisadores já esperavam por isso. Geralmente, os benefícios de iniciar uma terapia hormonal para menopausa em mulheres selecionadas adequadamente ultrapassam o risco para aquelas com menos de 60 anos e com 10 anos de menopausa.

Contudo, não está claro quando é o momento certo para parar com os hormônios. A Sociedade Norte-Americana de Menopausa, a Sociedade de Endocrinologia e a Faculdade Americana de Obstetras e Ginecologistas são contra a descontinuação arbitrária do tratamento hormonal da menopausa com base unicamente na idade. As mulheres devem discutir a duração do tratamento hormonal com seus profissionais de saúde que podem abordar individualizadamente os riscos e benefícios para tomar as decisões de tratamento.

"As mulheres nos seus 60, 70 e 80 anos que ainda têm sintomas da menopausa devem conversar com seus médicos para encontrar um plano de tratamento - e de alívio - que possa melhorar a qualidade de vida", disse a coautora Juliana Kling, M.D., especialista em menopausa com o Centro de Saúde da Mulher na Clínica Mayo, Arizona.

###

Sobre a Mayo Clinic

A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a prática clínica, formação e pesquisa, prestando cuidados especializados e abrangentes a todos que buscam a cura. Saiba mais sobre a Mayo Clinic. Visite a página Mayo Clinic News Network.

Contato de imprensa

Sharon Theimer, Relações públicas da Mayo Clinic, 507-284-5005, newsbureau@mayo.edu

###

Disclaimer: AAAS and EurekAlert! are not responsible for the accuracy of news releases posted to EurekAlert! by contributing institutions or for the use of any information through the EurekAlert system.