Public Release: 

Pesquisadores da Mayo Clinic identificam tipos de genes que geram disparidades raciais no mieloma

Mayo Clinic

COMUNICADO DE IMPRENSA

12 de outubro de 2018

Pesquisadores da Mayo Clinic identificam tipos de genes que geram disparidades raciais no mieloma ROCHESTER, Minnesota, EUA -- Pesquisadores da Mayo Clinic identificaram três tipos de genes específicos que explicam um aumento conhecido de duas a três vezes no diagnóstico de mieloma entre afro-americanos. Os pesquisadores também demonstraram a capacidade de estudar raça e mistura racial com mais precisão usando análise de DNA. As descobertas foram publicadas no periódico Blood Cancer Journal. "O mieloma é um grave câncer no sangue que ocorre duas a três vezes mais em afro-americanos do que em caucasianos", diz Vincent Rajkumar, M.D., um hematologista na Mayo Clinic e autor sênior do estudo. "Procuramos identificar os mecanismos desta disparidade de saúde para nos ajudar a entender melhor por que, inicialmente o mieloma ocorre e fornecer uma visão sobre as melhores formas de terapia." O Dr. Rajkumar e seus colegas estudaram 881 pacientes de vários grupos raciais. Os pesquisadores descobriram que o maior risco de mieloma conhecido em afro-americanos foi impulsionado por três subtipos específicos do câncer, caracterizados pela presença de translocações genéticas nas células cancerígenas. Translocações são anormalidades genéticas nas células cancerosas causadas pelo rearranjo de partes entre cromossomos não-homólogos. Os pesquisadores de translocação identificados foram t(11;14), t(14;16), e (t14;20). "Os esforços anteriores para entender essa disparidade se basearam na raça autorreferida, e não na ancestralidade genética, o que pode ter resultado tendencioso", explica o Dr. Rajkumar. "Um novo aspecto importante deste estudo é que identificamos a ancestralidade de cada paciente através do sequenciamento de DNA, o que nos permitiu determinar a ancestralidade com maior precisão". O Dr. Rajkumar diz que a probabilidade de um indivíduo ter uma das três translocações específicas responsáveis pelo mieloma foi significativamente maior nos 120 pacientes que os pesquisadores identificaram com o mais alto nível de ancestralidade africana, em comparação com os 235 indivíduos identificados com menor nível de ancestralidade africana. "Há esforços para inscrever mais minorias em estudos clínicos, e isso é importante", diz o Dr. Rajkumar. "No entanto, é igualmente, se não mais importante, determinar os mecanismos das disparidades raciais em termos de por que os cânceres ocorrem mais frequentemente em certos grupos raciais. Nossas descobertas fornecem informações importantes que nos ajudarão a determinar o mecanismo pelo qual o mieloma é mais comum em afro-americanos, bem como nos ajudar em nossa busca para descobrir o que, em primeiro lugar, causa o mieloma.". O Dr. Rajkumar diz que os resultados do estudo também são importantes porque a resposta aos tratamentos do câncer variam com base no subtipo genético de câncer, e essas descobertas ajudarão os pesquisadores a desenvolver estratégias de tratamento mais eficazes para os afro-americanos com mieloma. ### Sobre o Mayo Clinic Cancer Center (Centro Oncológico da Mayo Clinic) Enquanto instituição líder fundada pelo National Cancer Institute (Instituto Nacional do Câncer), o Mayo Clinic Cancer Center (Centro Oncológico da Mayo Clinic) realiza pesquisas básicas, clínicas e demográficas, transformando descobertas em métodos mais eficazes de prevenção, diagnóstico, prognóstico e terapia. Para obter informações sobre ensaios clínicos de câncer, entre em contato com o Clinical Trials Referral Office (Escritório de Referência em Ensaios Clínicos) pelo número 1-855-776-0015 (ligação gratuita). Sobre a Mayo Clinic A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a prática clínica, a formação e a pesquisa, que presta cuidados especializados e abrangentes a todos que buscam a cura. Saiba mais sobre a Mayo Clinic. Visite a página da Mayo Clinic News Network. Contato de imprensa: * Joe Dangor, Relações públicas da Mayo Clinic, 507-284-5005, newsbureau@mayo.edu

###

Disclaimer: AAAS and EurekAlert! are not responsible for the accuracy of news releases posted to EurekAlert! by contributing institutions or for the use of any information through the EurekAlert system.